Lenda do dilúvio

A Lenda do dilúvio é uma lenda Tupinambá que conta que Sumé era o pai dos gêmeos Tamendonaré (Tamandaré) e Aricute. Tamendonaré era calmo e vivia para cuidar da família. Aricute era um guerreiro valente que gostava de guerrear. Certo dia, ao regressar de uma batalha, ele insultou o irmão, atirando contra sua cabana o braço de um inimigo que havia decepado. Irritado, Tamendonaré bateu com o pé no chão, fazendo nascer uma fonte d’água que inundou a Terra. Quando as águas começaram a subir, os índios procuraram o cume dos montes, tentando salvar-se. Tamendonaré, que já fora advertido por Tupã da iminência do dilúvio, pediu aos fugitivos que permanecessem na planície. Mas ninguém lhe ouviu. Somente Tamendonaré ficou e subiu com sua mulher numa palmeira bem alta. A Terra desapareceu e até as montanhas desapareceram. Só se avistava água e, o colmo da palmeira que sustentava Tamendonaré e sua mulher, flutuando á tona. Quando cessou a inundação, eles desceram e povoaram novamente toda a Terra. Os tupinambás acreditam que descendem de Tamendonaré.

Submit comment

Allowed HTML tags: <a href="http://google.com">google</a> <strong>bold</strong> <em>emphasized</em> <code>code</code> <blockquote>
quote
</blockquote>